[Sobre]

Fernanda Roman

Meu nome é Fernanda, eu tenho 32 anos, e fui mãe aos 31. Nasci em São Paulo e me mudei para a Holanda em 2016. Sou artista de formação, atriz e performer, mestra em artes (ainda me pergunto o porquê), terapeuta holística, mãe 48 horas por dia e estou tentando empreender. Tive o chamado baby blues muito intenso. Sofri violência obstétrica (na Holanda, vejam só) e só depois de escrever uma carta para o hospital narrando a minha saga em tornar-me mãe nas mãos deles, foi que comecei a sentir uma melhora. Nesse meio tempo, entre nascimento e ir ao hospital conversar, iniciei o IG @momdernist para tentar dar conta de um sentimento de maternidade que, na verdade, não tem como dar conta. E hoje eu sei que tudo bem. É tão difícil dar conta de tudo, muito mesmo, então não se sinta pressionada a ser 20. Eu tive a sorte de ter minha família ao meu lado a todo tempo, mesmo que a distância, de ter um parceiro compreensivo (que na verdade estava apenas fazendo o papel dele, portanto sem confetes) e de ter uma filha que eu espero que saiba que a mamãe é perfeita em toda a sua imperfeição e caos. E eu sigo na luta, tentando me encontrar. Meu nome é Fernanda, eu não sei bem quem eu sou, mas sou, com certeza, a mãe da Alma.